Novena de Santa Rita


texto Imagem de Santa Rita que se encontra na gruta do Santuário em Maringá-PR.


PRIMEIRO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Ó gloriosa Santa Rita, protetora nos casos impossíveis, diante de vós me prosto com humildade e confiança, a fim de que intercedais em meu favor junto do trono de Deus.  Compadecei-vos das minhas dificuldades e dores por aquela consolação celestial experimentada pelos vossos piedosos pais, quando, estéreis, dada a idade avançada que tinham, mereceram conceber-vos, qual dádiva preciosa do céu. Por isso e mais por aquele milagre das abelhas de doce sussurro, que enxamearam em derredor de vossos lábios ao recém-nascer, alcançai-me com o favor que imploro, a graça de compreender o sentido sobrenatural da dor, para poder utilizá-la em bem de minha salvação. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


SEGUNDO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Ó ditosa Santa Rita, advogada e consoladora dos atribulados, com grande confiança recorro à vossa intercessão a fim de que obtenhais de Deus o favor de que necessito. Pela heróica submissão aos vossos pais e ao vosso diretor espiritual, mediante a qual sacrificastes o lírio da virginal pureza ao estado matrimonial; assim como pela dor que experimentastes ao deixar o doméstico e solitário abrigo onde tantas consolações gozastes em contínuo colóquio com Deus por tantos motivos de sofrimento, vos rogo que me alcanceis com a graça que imploro, o desprendimento das coisas mundanas e a mais firme esperança nas divinas promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


TERCEIRO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Ó Santa Rita, modelo de fortaleza, com fervor torno a pedir-vos que intercedais por mim a Deus, a fim de que ele volva o olhar misericordioso para minha tribulação. Pelos insultos que, durante dezesseis anos, recebestes de vosso esposo colérico e impetuoso, pela dor que suportastes quando o assassinaram; e ainda pelo que sofrestes com a obstinada resolução de vossos filhos de vingar a morte do pai, peço-vos que me obtenhais de Deus a necessária fortaleza, a fim de que a minha vontade, sempre animosa, nunca desfaleça no meio dos sofrimentos. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


QUARTO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
Ó Santa Rita, modelo de mansidão e intercessora nos casos impossíveis, de coração a vós recorro, para suplicar-vos auxilio nesta grande necessidade. Pela humildade com que superastes as repetidas recusas da madre superiora de Cássia, até merecerdes o milagre de, com as portas fechadas, serdes introduzida pelos vossos santos protetores no convento, obtende-me de Deus uma verdadeira humildade, que me seja fundamento de todas as virtudes. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


 

QUINTO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
Ó Santa Rita, vítima da caridade, pelo amor divino de que ora vos inflamais no céu, escutai as minhas preces e tornai-as aceitáveis ao Senhor. Que ele dirija benigno o olhar, não para a minha indignidade, mas para a necessidade que me angustia. Por todas as lágrimas que derramastes pelos pecadores, rogai também por mim ao Senhor, para que eu me tornedigno de receber, com o favor que almejo, um verdadeiro zelo e um constante amor à humanidade resgatada pelo sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


 

SEXTO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
Ó Santa Rita, que por fiel obediência, regastes durante um ano inteiro um lenho seco, do qual brotou robusta videira, pelos muitos milagres que Deus operou para premiar a vossa submissão às ordens dos vossos superiores, alcançai-me de Deus que eu submeta sempre a minha vontade ao seu divino querer, repetindo com a mente e o coração as palavras de Nosso Senhor: "Não a minha, mas a vossa vontade seja feita. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


SÉTIMO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
Ó Santa Rita, verdadeira mártir do Redentor, novamente vos imploro e não cessarei de fazê-lo até que me tenhais alcançado do vosso divino Esposo a graça que tanto almejo. Pelo doce êxtase e pela acerba dor que sofrestes, quando o celeste Esposo vos transpassou a fronte com um dos espinhos de sua coroa, alcançai-me dele a graça, que venho pedindo, de meditar frutuosamente a sua dolorosa paixão. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


OITAVO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
Ó Santa Rita, tão privilegiada na terra, com grande amor e confiança venho rogar-vos que intercedais por mim ao Senhor Deus, para que me conceda a graça que imploro. Pelos colóquios que mantivestes com Jesus e Maria, e pela vossa familiaridade com os bem-aventurados anjos, alcançai-me a graça que espero, especialmente a de vê-los benignos nesta vida e favoráveis no momento da minha morte. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Senhor Jesus, que concedestes a Santa Rita a graça de imitar vosso amor aos inimigos, a ponto de trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e do vosso sofrimento, concedei, vos pedimos, por sua intercessão e merecimentos, amar os nossos inimigos e, com o espinho da compunção, sempre contemplar as dores da vossa paixão. Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo. Amém.


NONO DIA

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
Ó Santa Rita, a vós me recomendo junto do trono do Altíssimo, para que não me abandoneis na tribulação em que me encontro. Pelo ditoso momento em que a vossa alma se apresentou rica de virtudes e méritos perante o divino Juiz, ao som do sino do convento, que soou tangido por mãos de anjos, depois de Deus, em vós ponho o meu refúgio na minha atual necessidade. Com a entrega da vida passada, alcançai-me o perdão de todos os meus pecados, para que me seja dado encontrar-me convosco, um dia, no céu. Amém.

Pai Nosso, Ave-Maria e Glória. (Três vezes)
Antífona – Exultou o espírito de Rita em Deus, seu Salvador, ao receber o Espinho de Cristo, seu Esposo. Assinalastes, Senhor a vossa serva Rita, com o sinal da vossa caridade e paixão.
Oremos – Angustiado por graves infortúnios, apresento-me perante a vossa santa imagem, ó minha advogada, Santa Rita, para que não cesseis de interceder por mim. Agora, que desfrutais feliz do sumo Bem, orai por mim, para que Deus se digne conceder-me a graça que suplico, a fim de poder repetir, com alegria e em verdade, que sois de fato a "advogada dos casos desesperados e impossíveis." Amém.








texto